terça-feira, 22 de março de 2016

"Os produtos sem glúten estão muito caros!" Vamos refletir sobre isso?



O trabalho de tomada de CONSCIÊNCIA é fundamental para a nossa sobrevivência e busca pela FELICIDADE. Afinal, quem não quer ser feliz? 

Ultimamente, tenho me deparado, inúmeras vezes, com a frase: "os produtos sem glúten são (estão) muito caros"!

Concordo plenamente. Mas, como mudar? Querendo, por mágica, que os impostos sobre os produtos diminuam? Brigando com todo mundo por achar que é a maior injustiça não ser uma pessoa rica mas celíaca?

Pensem comigo: do que nós necessitamos para sermos felizes? 

Trabalho e me considero uma pessoa privilegiada perante a realidade do nosso país mas confesso a vocês, me recuso a pagar o preço que alguns produtos sem glúten possuem. Simplesmente porque não necessito deles para ser saudável e feliz. Olho para um pacote de bolacha recheada, vejo o preço e quase caio para trás. Penso em pegar e logo minha consciência me dá um bronca: o que tem nesse pacote de bolacha que vai suprir minhas necessidades?

Somos imperfeitos! Temos desejos e parece que eles ficaram maiores depois do diagnóstico. Não é assim com vocês também? A gente pode se permitir mas sempre refletindo: "a que custo?" 
Viver com equilíbrio é um belo desafio!

Dificilmente os produtos industrializados sem glúten terão preço justo no nosso país. E sabem por que? Porque reclamamos mas continuamos a comprar. Sabem o que os europeus fazem quando um produto está caro? Boicotam, não compram. É claro que estou falando de coisas supérfluas. Mas carne, arroz, feijão, verdura, legumes...estão todos aí, ao nosso dispor e o melhor, naturalmente sem glúten. 

Vamos consumir sim, mas com equilíbrio e consciência! Adoro quando o Jamie Oliver incentiva as famílias a voltarem a cozinhar, quando ele prepara uma refeição saborosa com frutas, verduras e legumes e carne. Gente, a partir desses ingredientes desenvolvemos coisas magníficas. Como isso me encanta! 
Mas, insistimos...Deixamos de comprar alimentos realmente necessários para o nosso corpo para comprar um pacote de bolacha a dez reais, com gordura e tudo o que não necessitamos mas, claro, sem glúten. Por isso, nem tudo que é sem glúten é saudável, pois continua a ter, em grande quantidade, tudo o que também nos faz mal, açúcar, sódio, etc.

Ser celíaco não é só para deixarmos de comer glúten. É uma oportunidade belíssima que ganhamos para adotarmos um estilo de vida saudável, incluindo alimentos sem glúten (e sem contaminação cruzada) mas, mais do que isso, que vão nos ajudar a recuperar nosso intestino e dar forças para o nosso sistema imunológico. 

E sabem por que muitos celíacos ou pessoas com intolerâncias/alergias múltiplas ainda assim são felizes? Porque essas pessoas estão fazendo a lição de casa muito bem: estão enxergando o diagnóstico como uma oportunidade de mudar para melhor! E aí, o que vier da dificuldade de ser celíaco (ou intolerante/alérgico a qualquer outro alimento) será puro aprendizado.

Ah! E como eu já aprendi nesse tempo...
Tão melhor focarmos nas possibilidades, naquilo que nós podemos e damos conta de fazer!

2 comentários:

  1. Concordo plenamente com você. Muitas pessoas quando descobrem que são celíacas acham que a vida acabou, que os produtos são caros e não gostosos. Minha sócia é celíaca e no começo ela sentiu todas essas dificuldades, porém com o tempo ela percebeu existem sim produtos bons e que muitas vezes são caros porque são de extrema qualidade. Nós acreditamos que muitas pessoas não entendem o porque dos produtos serem tão caros (as vezes elas não sabe que matéria prima é diferente e muitas vezes artesanal). Creio também que em nosso país superamos já a baixa qualidade desses alimentos. É possível sim achar produto de alta qualidade em lojas especializadas. O ponto é, os celíacos tem uma grande oportunidade de se tornarem, caso ainda não sejam, extremamente saudáveis a ponto de dar inveja aos que não possuem a doença. Você acertou em cheio em seu comentário. Parabéns !!!

    ResponderExcluir
  2. Puxa, amei o artigo! Parabéns, seria argumentos foram muito coerentes. Não sou celíaca, mas há pouco tempo decidi não me alimentar com alimentos de trigo ou com glúten. Percebo que minha disposição tem aumentado. Realmente, não necessitamos de pães ou biscoitos, há tantas outras possibilidades!

    ResponderExcluir

Que bom ter você aqui!
Seu comentário é muito importante. Deixe-o aqui e não se esqueça de voltar para visualizar a resposta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...